Griffon de Bruxelas Belga


A história do Griffon de Bruxelas é bastante confusa e misteriosa.

Existem algumas representações de cães muito semelhantes ao Griffon, como no quadro de Van Eyck, datado de 1434. Outros registros apontam que a Rainha Draga, da Sérvia, tinha um desses ´Griffons´ que lhe salvou a vida, uma vez que, temendo ser envenenada, ela dava sua comida antes ao cão. De fato, um dia ele morreu envenenado.

Na França e nos países baixos, eram chamados de ´Griffons de Cocheira´, uma vez que dividiam com os cavalos as cocheiras e, acreditava-se, que serviam para tranqüilizar os eqüinos. Parece haver um consenso quanto às raças que deram origem aos Griffon de Bruxelas e aos demais Griffons (que na verdade existem em 3 versões (Griffon de Bruxelas, Griffon Belga e Petit Brabançon). Há um certo consenso que derivem dos Barbets, Yorkshire, Fox terrier, Pug e, possivelmente, Affenpinscher.

A primeira aparição destes cães aconteceu em 1880, durante uma exposição canina, mas o primeiro padrão oficial da raça foi aprovado apenas em 1883 e a versão definitiva é de 1904.

A raça sofreu muito com a Primeira Guerra Mundial e por pouco não foi extinta, mas graças ao trabalho dos criadores, em especial dos ingleses, recuperou-se em termos de qualidade e número de exemplares.

Mas nada foi tão impactante para popularizar a raça quanto ter tido papel de destaque no sucesso mundial do cinema ´Melhor Impossível`, de 1997, quando o pequeno Griffon - Verdell - contracenava com o astro Jack Nicholson.


Personalidade


Os griffons são cães que incorporam bem o papel de cães de companhia. São vivazes e alegres mas não costumam ser indicados para quem tenha crianças muito pequenas uma vez que não gosta de brincadeiras mais abrutalhadas. Normalmente os criadores não recomendam a raça para crianças menores do que 5 anos e alguns sequer vendem seus cães para quem tenha crianças em casa.

São cães muito orientados ao dono, a quem seguem por onde quer que ele vá. Por isso mesmo não são adequados a pessoas que passem a maior parte do dia fora.

Se deixados sozinhos por longos períodos, com certeza vão procurar alguma atividade para distrair-se e podem até mesmo se tornar destrutivos.

Extremamente atentos a toda movimentação da casa, são excelentes cães de alarme, uma vez que vão latir ao menor sinal de que há algo de estranho ou diferente.

Apesar do tamanho reduzido, os Griffons adoram um bom passeio e caminhadas, mas deve-se prestar muita atenção e evitar estas atividades nos períodos mais quentes do dia, uma vez que o formato do focinho, achatado como o dos Boxers, Bulldogues e Pug, dificulta a refrigeração do cão e pode levar até mesmo à morte.

Na escala de obediência elaborada por Stanley Coren e publicada em seu livro ‘A Inteligência dos Cães’, o Griffon aparece em 59ª posição entre as raças pesquisadas.


Os Filhotes


Normalmente as ninhadas são pequenas, não mais do que 4 filhotes, e deve-se tomar alguns cuidados para o seu desenvolvimento, evitando quedas bruscas e piso muito liso que forcem as articulações.

Até por não serem muito afeitos à obediência, os filhotes devem receber desde cedo aulas de obediência, evitando assim que se tornem adultos temperamentais.

Outro cuidado importante é com a socialização dos filhotes, que deve ser incentivada após o término das vacinas.


Pelagem


O Griffon de Bruxelas possui o pelo duro e este requer alguns cuidados para sua manutenção. O pelo duro do Griffon não deve ser tosado à máquina e sim arrancado (stripping) para que não cresça demais e perca a textura correta. Esse processo deve ser feito apenas por um profissional, caso contrário pode machucar o cão.

Outro cuidado com a higiene dos Griffons refere-se aos shampoos e condicionadores que podem prejudicar a textura dos pelos assim como o excesso de banhos.

Durante algumas épocas do ano, pode ser verificada a troca do pelo, que por ser duro, não vai cair tanto quanto outras variedades de pelo curto, mas para que não ´cheire´ deve receber escovações semanais.

A única cor permitida para esta variedade é o vermelho, com marcações pretas aceitáveis apenas no bigode, ao redor do focinho.


Fotos

 

Griffon de Bruxelas Belga - Foto 1
Griffon de Bruxelas Belga - Foto 2
Griffon de Bruxelas Belga - Foto 3
Griffon de Bruxelas Belga - Foto 4
Griffon de Bruxelas Belga - Foto 5
Griffon de Bruxelas Belga - Foto 6