Bloodhound


Origem


O bloodhound ou cão de Santo Humberto é uma raça muito antiga, suas origens datam do século IX. A raça foi selecionada pelos monges da abadia de Santo Humberto, o Santo patrono dos caçadores, daí seu outro nome. Depois disto foi introduzido na Inglaterra por Guilherme, o conquistador. O nome de Bloodhound significa “cão de sangue” o que pode se referir a sua habilidade como cão de pista de sangue para seguir presa ferida. Na França era o cão oficial das matilhas reais de caça desde o reinado de Francisco I até Luís XIV, quando foi substituído pelos “cães brancos do rei” variedade originária do cruzamento entre uma variedade branca de bloodhound, chamado de “santo Humberto de Lorena”, com o braco italiano. Os Ingleses reclamam para si a origem do Bloodhound, alegando que os ancestrais da raça eram cães ingleses que teriam sido aprimorados pelos monges de Santo Humberto, mas, apesar disto a raça é considerada oficialmente uma raça belga.

Esta raça é uma das raças caninas com melhor olfato que existem, ficou famoso como rastreador e como cão policial auxiliando detetives em todo o mundo a seguir trilhas. É conhecido por ser capaz de seguir trilhas de fugitivos por mais de 80km de distância. É considerada a melhor raça para seguir trilhas de odôr que existe atualmente.


Temperamento


É um cachorro de temperamento agradável, carinhoso e equilibrado, muito dócil e manso. Alguns podem até se sentir intimidados pelo seu tamanho mas o bloodhound não é um bom guardião, sendo considerado como uma das piores raças para fazer a guarda ( 1ª colocação no ranking das piores raças para vigiar a casa). Este cão possui um latido sonoro e forte. O bloodhound é corajoso, perseverante, resistente e de vontade forte, sendo considerado teimoso ( 74ª colocação no raning de inteligência canina de Stanley Coren), seu dono deve ser paciente e insistente. Esta raça não suporta brutalidade.

O bloodhound é um cão que precisa de espaço e de passeios para se exercitar. Seu pêlo precisa ser escovado apenas regularmente para retirada de pêlos mortos. Além disso o dono deve cuidar da higiene das orelhas para evitar problemas de otite. Esta raça pode estar sujeita a problemas de displasia e de torção gástrica, problemas que podem ser evitados com a escolha consciente do filhote e dos pais da ninhada.


Fotos

 

Bloodhound - Foto 1
Bloodhound - Foto 2
Bloodhound - Foto 3
Bloodhound - Foto 4
Bloodhound - Foto 5
Bloodhound - Foto 6