Cães e Filhotes logo

Acessar minha conta

 

Fotos

 

Pointer Inglês - Foto 1

Clique para ampliar

Pointer Inglês - Foto 2

Clique para ampliar

Pointer Inglês - Foto 3

Clique para ampliar

Pointer Inglês - Foto 4

Clique para ampliar

Pointer Inglês - Foto 5

Clique para ampliar

Pointer Inglês - Foto 6

Clique para ampliar



CÃES POINTER INGLÊS

Filhotes machos e fêmeas, na cor marrom e branco....

Preço: R$ 1.000,00

Visualizar Anúncio


Cães Pointer Inglês

Animais em treinamento e animais já prontos para caça. Enviamos para todo o Brasil....

Preço: À Combinar

Visualizar Anúncio

Pointer Inglês


Origens da Raça Pointer Inglês


A origem do Pointer Inglês é bastante controversa. Alguns estudiosos afirmam que o Pointer originou-se na Espanha e outros defendem que foi desenvolvido na Inglaterra, a partir de cruzamentos de Bloodhound, Foxhounds e Greyhounds. Segundo William Arkwright , reconhecido como o maior estudioso da raça, o Pointer Inglês originou-se no Oriente, de onde foi levado para a Itália, passando pela Espanha (onde teria desenvolvido sua estrutura de crânio atual) e finalmente, da Espanha para a Inglaterra onde se desenvolveu até atingir sua forma moderna.


Os Pointers foram apresentados em exposições pela primeira vez no ano de 1859 em Newcastle-on-Tyne, Northumberland. Esta exposição tinha como objetivo mostrar que bons cães de caça poderiam ser bonitos, bem estruturados e inicialmente era restrita a Pointers e Setters. Com o sucesso obtido, foi ampliando as raças participantes e é considerada a precursora das atuais exposições de estrutura e beleza. Já em 1877, a Westminster Kennel Club, a mais importante exposição cinófila mundial tinha inscritos mais de 100 Pointers.


O Pointer traz no nome sua principal função: encontrar a presa e ‘apontá-la’ (to point) para o caçador. Para desempenhar bem essa atividade, o Pointer possui um faro excepcional, e apresenta extrema agilidade e grande força física que lhe permite percorrer grandes distâncias até encontrar a caça.


Desenvolvido e aprimorado para a caça, sua popularidade nos países onde o esporte é permitido é enorme. Na Itália e na Espanha está há anos entre as dez raças mais populares (veja o ranking das raças mais registradas). No Brasil, onde é mais conhecido como perdigueiro, apesar da caça ser restrita a poucas reservas e ao Estado do Rio Grande do Sul, o Pointer também é bastante conhecido. Um bom exemplo da paixão que a raça desperta, os caçadores ingleses costumam levar os Pointers para o campo apenas com a finalidade de apontar a caça, deixando para outros cães (labradores, goldens e cockers) a tarefa menos ‘artística’ de ir apanhar a peça depois de abatida.


Um dado curioso sobre o comportamento dos cães de aponte, nos quais incluem-se os Pointers e os Setters é levantado por Stanley Coren, autor do livro "A Inteligência dos Cães". Segundo ele, o comportamento típico desses cães, que, ao localizar a presa assumem sua postura característica, ficando imóveis, seria o resultado de um ‘curto-circuito’, uma sobrecarga neural que ‘congela’ o animal diante da presa. A ausência deste ‘curto-circuito’ impeliria o animal sobre a caça. O mesmo tipo de comportamento pode ser observado nos lobos, onde um animal-guia, ‘congela’ apontando a presa e mantendo sua postura até que o restante dos membros efetive o ataque.


Personalidade da Raça Pointer Inglês


Em razão de sua principal função – a caça em estreita sintonia com o caçador – o Pointer é também um excelente cão de companhia. Meigo, ativo, extremamente ágil, por onde passa conquista admiradores e muitos proprietários, apaixonados pela raça, fazem questão de tê-los por perto, mesmo em ambientes considerados pequenos para sua vitalidade. No entanto, os próprios criadores são unânimes em afirmar que, para que possam desenvolver-se bem (física e mentalmente) devem poder gastar sua enorme energia, e portanto, os passeios diários e muito exercício são fundamentais.


O Pointer é alegre e muito resistente. Enfrenta bem todo tipo de brincadeira e é extremamente tolerante com as crianças. Afável e companheiro, costuma relacionar-se bem até mesmo estranhos sendo, portanto, inadequado para a função de guarda.


Para desenvolver bem sua função primordial – apontar a caça – são cães que latem muito pouco, o quê facilita sua manutenção mesmo em apartamentos. Seu pêlo curto também é uma característica que facilita sua higiene e limpeza uma vez que não retém muita sujeira nem tem cheiro forte.


Uma boa alternativa para quem tem um Pointer na cidade é treiná-lo para agility, esporte praticado em grandes espaços abertos, em circuitos compostos por vários obstáculos a serem transpostos. A prática do agility requer treino de obediência prévio, o que pode melhorar ainda mais o convívio com o cão e aguçar sua sintonia com o dono.


Os Pointers são cães extremamente atentos ao dono, característica que ajuda muito no adestramento de obediência e no treino específico para a caça. Na escala de inteligência elaborada por Stanley Coren, em seu livro A Inteligência dos Cães o Pointer Inglês está na 43ª posição. Por sua atuação complexa nos campos de caça, em que precisa tomar decisões acerca da direção a seguir, o Pointer tem uma personalidade bastante independente e, ao mesmo tempo que são muito apegados ao dono não costumam solicitar carinhos e atenção o tempo todo.


Filhotes da Raça Pointer Inglês


Desde muito cedo o filhote já demonstra todas as características do cão adulto, estando sempre pronto para a ação. Apesar de não ser um cão teimoso, o Pointer precisa ser controlado com firmeza mas sem violência desde filhote. É recomendável, por exemplo, delimitar áreas de acesso livre e restrito ao filhote dentro de casa.


Uma boa dica para quem pretende ter um Pointer como cão de companhia é procurar adquirir filhotes cujas linhagens tenham sido desenvolvidas mais para exposições do que para a caça, o que pode originar filhotes relativamente mais calmos.


Ao contrário do Pointer Alemão, o Pointer Inglês tem a cauda inteira, mas seu comprimento não pode ultrapassar o joelho, nem apresentar protuberâncias.


O filhote deve ser quadradinho, com o stop (linha que forma o perfil do focinho) bem definido, orelhas de tamanho médio e textura aveludada, rentes às faces, e sem ergots (quinto dedo) nas pernas traseiras e, principalmente, deve passar a impressão de força, sem ser grosseiro ou pesado.

 


Criadores de cães Pointer Inglês

ITAKUNHÃ

Teresopolis - RJ


(21)7679-9444

 

 

 


CANIL CAÇADOR DO ORIENTE

Paulinia - SP


(19)3874-4401

 

(19)9778-1873

 

(19)9825-1183

 


Canil Ventura

Ijui - RS


(05)9875-1178